Qual a importância do comércio de sucatas para a sociedade?

Você já parou para pensar sobre a importância do comércio de sucatas para a sociedade? Parece evidente que, se chegou até aqui, e tem consciência ambiental, a questão já lhe deve ter passado pela mente.

Muito falamos da importância das políticas sustentáveis para a preservação do equilíbrio ambiental. O comércio de sucatas se insere de forma vital nessa engrenagem. Cabe a ele dar dinamismo e caráter econômico a políticas de sustentabilidade. É precisamente esse caráter econômico que funciona como combustível para fazer a roda da sustentabilidade girar.

Na medida em que a sucata passa da condição de lixo sólido, a ser descartado, para a de artigo de valor para uma poderosa cadeia de suprimentos industriais, o que temos é o surgimento, ou fortalecimento, de uma importante atividade econômica.

Parece evidente que toda atividade econômica contribui para a geração e distribuição de riquezas, o que impacta de forma positiva a sociedade. A atividade econômica gera crescimento, postos de trabalho, renda e impostos. Cabe-nos neste artigo mostrar como o comércio de sucatas se insere no contexto produtivo e de que forma gera benefícios para a sociedade.

Como o comércio de sucatas gera benefícios para a sociedade?

É preciso, para tal, que iniciemos essa abordagem pelo contexto ambiental e econômico. Vivemos no Brasil, há anos, um contexto econômico desfavorável. Com a perda de vitalidade de importantes setores econômicos, como a cadeia do petróleo, da indústria naval e da construção civil, o país mergulhou numa profunda crise econômica e social.

A queda do nível de emprego e renda contribui para a estagnação da economia, gerando um círculo vicioso. Há alguns setores, no entanto, que rompem com esse ciclo e equilibram a queda de braço, caso, por exemplo, do e-commerce, que cresce vigorosamente, apesar da crise.

A cadeia de valor da indústria da reciclagem é outra atividade que funciona na contramão da economia brasileira, movida pela urgência de uma nova conduta da sociedade frente às demandas ambientais, contexto em que se sobressai a preocupação com o redirecionamento dos resíduos sólidos e com a redução da extração de recursos naturais pela indústria.

A indústria da reciclagem cresce e se fortalece como atividade de alto valor para a sociedade, na medida em que se insere, com destaque, na luta pela preservação ambiental. De um lado, absorve e transforma em matéria-prima os resíduos sólidos que seriam lançados no meio ambiente. De outro, a matéria-prima reciclada substitui a matéria virgem, reduzindo a necessidade de exploração dos recursos naturais.

Além de gerar renda e empregos, a indústria da reciclagem é responsável pelo surgimento de uma poderosa cadeia de suprimentos, formadas por cooperativas de coletagem de materiais recicláveis, que reúnem mais de 250 mil trabalhadores, segundo o IBGE (dados de 2018), e pelas empresas aparistas.

Papel das empresas aparistas no comércio de sucatas

Essas empresas são fundamentais para manter a engrenagem da indústria de reciclagem funcionando, pois são capazes de comprar, coletar, fazer triagem, separar e enfardar grandes quantidades de sucatas.

Os fardos de materiais como papel, papelão, plástico e metais são encaminhados para a indústria de reciclagem, onde são processados e transformados em matéria-prima para a produção de novos bens.

As aparistas, devido à capacidade operacional, são a principal engrenagem comercial e de abastecimento dessa indústria. Com isso, notabiliza-se, também, pelo seu potencial de geração de emprego e renda, gerando benefícios amplos para a sociedade, tal seu papel na efetivação das políticas ambientais.

Para complementar a leitura, sugerimos assistir a esse vídeo bem interessante sobre ganhar dinheiro com o comércio de sucata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *