Como funciona a compra e venda de sacos de ráfia para reciclagem?

A busca pela reciclagem de materiais vem crescendo a cada dia, principalmente após a implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Existem diversos resíduos que podem ser reciclados, ou seja, transformados em matérias-primas novamente. Nesse artigo iremos mostrar a importância da compra e venda de sacos de ráfia e sua relação com a reciclagem.

O que significa ráfia?

Ráfia é o nome que se dá às fibras têxteis de palmeiras, geralmente usadas para fabricação de sacos de transporte de frutas, legumes ou pequenas mercadorias. Essa definição se refere ao material de origem natural.

Porém, existe também um composto sintético de polipropileno que imita a fibra de ráfia e é, da mesma forma, assim denominado. Esse material é conhecido também como ráfia de polipropileno ou ráfia de plástico.

O item mais produzido a partir da substância plástica é o saco de ráfia. Ele é muito utilizado para armazenar e transportar grãos, ração, pedras, areia, cimento, fertilizantes, sementes, cereais, entulhos, dentre outros materiais.

A ráfia é reciclável?

Quando falamos da ráfia de plástico ou polipropileno, ela sim é reciclável. O polipropileno – polímero ou plástico derivado do propileno pode ser reaproveitado como matéria-prima na indústria para produção de diversos itens.

O polipropileno usado na ráfia tem como principais propriedades o baixo custo, uma fácil moldagem e coloração, além de boa estabilidade térmica e resistência ao impacto. Completam as vantagens do material a elevada resistência química e a solventes.

Como a compra e venda de sacos de ráfia contribui com a reciclagem?

Em se tratando de reciclagem e preservação do meio ambiente, a compra de venda de sacos de ráfia é essencial. Esse comércio faz com que esse material seja reinserido na cadeia produtiva e não seja jogado em lixões ou aterros.

Empresas que trabalham com aparas recicláveis e sucatas realizam a compra de sacos de ráfia de outras empresas e consumidores em geral. Cada uma tem sua política comercial, mas a maioria adquire a ráfia suja ou limpa, independentemente da condição que se encontra.

Ao chegar no depósito, os sacos de ráfia passam por uma triagem, onde é feita a classificação. Na sequência seguem para a moagem, etapa em que o material é triturado por máquinas e passa por lavagem. No final, a ráfia é aglutinada, separada e armazenada para venda às indústrias recicladoras.

As indústrias que fazem a reciclagem de plásticos têm como grande vantagem receber um material de alta qualidade, limpo e pronto para os processos produtivos. Já quem tem sacos de ráfia sobrando ou mesmo ocupando espaço na sua casa ou empresa pode ganhar dinheiro vendendo-os para os aparistas.

A compra e venda de sacos de ráfia e sua reciclagem tem contribuído efetivamente para o desenvolvimento de artefatos de grande qualidade e de baixo custo, tornando possível seu acesso por uma boa parte da população de poder aquisitivo mais baixo. Alguns exemplos são os condutores elétricos, sacos de lixo, mangueiras, brinquedos, utensílios domésticos, etc.

Além desses, outros produtos industriais de alto desempenho também podem ser produzidos a partir da ráfia reciclada, tais como papetes, mourões, tábuas, perfis de “madeira plástica”, e inúmeros outros itens.

Precisa de matéria-prima plástica ou tem sacos de ráfia para vender em SP? Entre em contato com Aparas Macedo e saiba mais sobre como podemos ajudá-lo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *