Saiba se o papel couché é reciclável e como fazer com suas aparas

O papel couché é um material bastante tradicional, fartamente utilizado pela indústria gráfica. Sua criação data da segunda metade do século XIX. Trata-se de um período revolucionário do setor, impulsionado pela expansão do modelo de impressão offset.

É assim chamado por ser um papel revestido com uma camada de látex ou outros aditivos, que lhe conferem uma superfície lisa e de altíssima qualidade, razão pela qual está sempre presente em cartões de visitas, convites, folders, flyers, encartes e livros de arte, entre outros produtos gráficos que requerem um material de maior qualidade. Couché, em francês, quer dizer “camada”.

O papel base mais comum é o offset e o revestimento pode ser aplicado em um ou em ambos os lados. O efeito obtido, de acordo com o aditivo, pode ser brilhoso ou fosco, dependendo do projeto em que será empregado.

Papel couché é reciclável?

Aliás, está também muito presente em catálogos, encartes e revistas, o que o torna um material muito requisitado. A boa notícia é que o papel couché é reciclável. O que significa dizer que é um material sustentável.

A indústria da reciclagem de papel é uma atividade econômica que cresce cada vez mais, sendo a indústria do papel a mais desenvolvida e consolidada no Brasil. Mesmo assim, menos de 40% do papel produzido no país é destinado à reciclagem. O restante é descartado nos lixões, contribuindo para o aumento da poluição e deterioração das condições de vida no planeta e nas próprias cidades.

Isso significa que ainda há potencial para crescimento da atividade, que tem a característica de transferir do campo para a cidade a matriz do fornecimento de matéria-prima para a indústria do papel. Em outras palavras, isso significa redução da extração da celulose das árvores nativas e fortalecimento das economias locais, que se tornam geradoras e fornecedoras de matérias-primas.

Como funciona a indústria da reciclagem de papel?

Você já sabe que o papel couché é reciclável e deve ter interesse em saber como funciona a indústria da reciclagem de papel, correto?

Toda indústria precisa movimentar uma cadeia de valor, que começa na obtenção de suprimentos para alimentar sua produção.

O núcleo dessa indústria são as usinas, que verdadeiramente transformam sucata em matéria-prima, que é revendida à indústria de produção de bens de consumo como embalagens e os mais diversos tipos de papéis que usamos no dia a dia.

Para que esses insumos cheguem à indústria da reciclagem é preciso que haja uma grande estrutura de logística envolvida. Essa atende pelo nome de “empresas aparistas”. As empresas aparistas compram, embarcam, transportam, tratam e revendem todo tipo de material reciclável.

Quando sua empresa produz grande quantidade de aparas de papel, as aparistas são verdadeiras aliadas estratégicas. Grandes estruturas, como a Aparas Macedo, que atua na Grande São Paulo, auxiliam sua empresa no gerenciamento de resíduos, para melhor aproveitamento e obtenção de melhor preço na revenda, compram, coletam e transportam o material, que é tratado, enfardado e revendido às usinas de reciclagem. Esperamos que o conteúdo tenha sido útil e sugerimos que você assista a este vídeo como um bom complemento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *