O que é papel pardo e como é seu processo de reciclagem?

Quem nunca foi à papelaria comprar um envelope de papel pardo? É um dos preferidos para portar documentos e as empresas o adotam para fazer a guarda e transporte dos mesmos.

Ao procurar conteúdos que falem sobre papel pardo, você terminará encontrando muitos artigos falando sobre papel Kraft. A razão é simples: papel Kraft e papel pardo são a mesma coisa. Ou quase.

É que o termo Kraft se refere a uma forma de produção de papel em que a celulose não é submetida ao processo de branqueamento, processo esse que gera os tipos de papel que utilizamos para fazer anotações e redigir. Por isso, possuem a aparência mais comum como conhecemos o papel pardo.

O papel Kraft é um tipo de papel resistente, utilizado pela indústria, em virtude desse atributo, na produção de embalagens e sacolas. A resistência desse tipo de papel é consequência de sua composição, pois é produzido com diversos tipos diferentes de fibra de celulose. Em consequência dessa composição, o papel Kraft apresenta a maciez e flexibilidade como uma de suas características.

Nem todos os papéis Kraft são entregues pela indústria na forma de papel pardo. Ele pode ser tingido em diversas cores e, inclusive, pode ser branqueado, sendo a resistência sua característica mais importante.

Papel Kraft é reciclável?

A resposta é sim. O papel Kraft é reciclável. Pode ser reciclado de diversas formas, seja para a produção de itens similares aos originais ou de novos produtos, tudo dependendo da indústria que utilizará o papel reciclado.

Essa característica torna o papel pardo um produto sustentável, uma vez que a reciclagem e o reaproveitamento, ao mesmo tempo:

  • Evitam que haja descarte no meio ambiente, contribuindo para a redução da poluição;
  • Reduzem a necessidade de extração de matéria prima na natureza, evitando a escassez de recursos naturais.

A boa notícia é que todo papel é reciclável, embora seja necessário tomar cuidado com alguns tipos de materiais que sofrem processos para redução da permeabilidade, pois podem acabar se transformando em produtos de baixa qualidade. Por essa razão, é muito importante o processo de separação de materiais para reciclagem.

Papeis sujos ou engordurados também devem ser eliminados no processo de seleção, assim como papel de fax, etiquetas adesivas, papel celofane, vegetal e carbono.

Alguns desses materiais podem passar por um processo de compostagem, que é a utilização de sua composição orgânica para projetos de fertilização do solo.

Como é feito o processo de reciclagem?

O processo de reciclagem é a utilização do material selecionado como matéria-prima pelas indústrias.

Antes de chegar às indústrias, é necessário que o material seja coletado, que seja feita a triagem a separação e o enfardamento.

As empresas de aparas de papel Kraft compram o material direto de sucateiros, comerciantes, supermercados, universidades e outros estabelecimentos. Após o processo de enfardamento, o material é revendido às empresas de reciclagem, que farão a transformação em matéria prima.

Os aparistas devem ser altamente especializadas, exatamente em razão de todo o cuidado que deve ser tomado na separação do material bom para reciclagem, fundamental para a qualidade da matéria-prima, assim como no tratamento e descarte dos resíduos decorrentes desse processo.

Além disso, a empresa responsável pelas aparas de papel pardo deve ter preocupação com os custos de logística. O melhor processo para o enfardamento de papel para reciclagem é a prensagem, com utilização de equipamentos hidráulicos, que reduzem o volume dos fardos.

Após a reciclagem, o material estará pronto para retornar ao mercado na forma de novos produtos, contribuindo, assim, para a economia de recursos naturais e a preservação ambiental.

Para complementar a sua leitura, sugerimos assistir a esse vídeo, no qual você aprenderá um pouco mais sobre a reciclagem de papel kraft.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *