Como o comércio de papel reciclado movimenta o mercado?

Você sabe como funciona o comércio de papel reciclado? Antes de falarmos dessa importante atividade econômica, vamos entender como funciona a indústria de papel, que mesmo em tempos em que esse produto vem sendo substituído pela digitalização na rotina da sociedade humana continua altamente produtiva.

Só para você ter uma ideia, só em 2019 foram produzidas 10,535 milhões de toneladas de papel no Brasil. As vendas domésticas alcançaram 5,458 milhões de toneladas. Fora o papel produzido para exportação. O Brasil é o segundo maior produtor de celulose e está entre os dez maiores fabricantes de papel do mundo.

Tudo isso mostra o alto potencial do setor no sentido de gerar riquezas para o país. É nesse grande mercado que está inserido o comércio de papel reciclado, um segmento com enorme potencial, já que o Brasil ainda está longe de alcançar uma posição de destaque na economia circular.

Como é produzido o papel?

No modelo tradicional, a matéria-prima para a produção de papel, a celulose, é retirada de florestas de pinus e eucalipto. Ainda que 100% da celulose extraída no Brasil provenha de florestas replantadas, a verdade é que essa atividade ainda provoca danos ao meio ambiente. Sendo assim, qualquer ação no sentido de substituir a extração de matéria-prima da natureza é muito bem-vinda.

Essa matéria-prima é transformada em pasta de celulose, que é obtida da madeira de árvores de pinus e eucalipto. Para chegar à polpa, a matéria-prima passa por um processo de cozimento, com adicionamento de agentes químicos.

Uma vez obtida a polpa de celulose, ela passa por um processo de purificação, com lavagem e separação das impurezas, antes de ser submetida ao processo de branqueamento para a obtenção do papel. Em seguida, a celulose passa pelo processo de secagem, prensagem e estabilização.

O material obtido desse processo é que gerará os diferentes tipos de papeis que fazem parte do nosso dia a dia. A reciclagem é um processo reverso, que elimina, ao mesmo tempo, a extração de madeira na natureza e o descarte dos resíduos no meio ambiente. O que é possível com o reaproveitamento, feito pela indústria de reciclagem, desses resíduos.

Como funciona o comércio de papel reciclado?

Para que isso seja possível é necessário que se estabeleça uma cadeia produtiva, que começa pela conscientização do consumidor final, das empresas e indústrias que produzem sucata de papel, seja em pequena ou grandes quantidades.

O papel produzido deve ser separado de outros resíduos sólidos e orgânicos e armazenado em recipiente seco, para que possa ser entregue às cooperativas de catadores ou, em caso de grandes quantidades, revendido às empresas aparistas, que são o coração da atividade de comércio de papel reciclado.

Essas empresas movimentam grande quantidade de resíduos sólidos. Elas compram na fonte, transportam, fazem a triagem, separação e enfardamento do material, revendem e transportam o produto até as indústrias de reciclagem, onde este é transformado em matéria-prima, substituindo aquela obtida da extração de madeira de celulose.

O papel pode ser reciclado várias vezes, gerando uma economia circular, incluindo atividades que geram emprego, renda e impedem que o resíduo seja descartado no meio ambiente.

Gostou deste artigo? Sugerimos que você assista a este vídeo como complemento ao conteúdo e agradecemos sua visita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *